Sanduíche quente de frango, peito de peru e requeijão

A ideia era fazer com cream cheese, não requeijão. Mas no fruteira – único lugar que passaria hoje – os cinco potes de cream cheese estavam vencidos, então parti para o plano B, requeijão culinário (este aqui). Funcionou super bem, mas ainda vou repetir a dose com o ingrediente certo. Esta receita serve três comilões ou seis pessoas moderadas 🙂

6 pães de sua preferência cortados ao meio (francês, cervejinha, integral …)
6 fatias de queijo mussarela
requeijão a gosto (usei cerca de 2 colheres de sopa bem cheias por pão)
2 peitos de frango em cubos
150g de peito de peru picado
1 cebola pequena picada
2 dentes de alho picados
óleo para cozinhar
cebolinha verde picada a gosto
sal e pimenta a gosto

Comece dispondo os pães em uma forma, sobre eles coloque o requeijão e o queijo mussarela, reserve. Ligue o forno em fogo alto e deixe aquecer enquanto você trabalha nos próximos passos.

Pique os ingredientes. Em uma panela quente, coloque um fio de óleo e doure a cebola com o alho. Após, junte o frango, o sal, a pimenta e deixe cozinhar até secar a água do frango, mexendo de vez em quando. Para finalizar o frango, adicione o peito de peru e a cebolinha verde, cozinhe por mais 4 a 5 minutos, retire do fogo e reserve.

Agora basta colocar a forma de pães no forno quente por apenas 3 minutos, o suficiente para o queijo começar a derreter e o pão aquecer. Retire do forno, recheie os sanduíches com o frango e si degusti!

sanduiche

I’m alive!

Hora de retomar o blog!

“Taís, o que aconteceu?! Algum problema??”

Nenhum, felizmente só aconteceram coisas boas! Dois empregos e a reta final de uma graduação fizeram meu limite de atividades estourar. Por mais que eu quisesse abraçar tudo, não teve como, não deu. Hoje, eu ainda estou em jornada dupla, ainda estou deixando algumas atividades de lado, mas ao menos já tenho um canudo na mão, o que me dá uma folga maior. Ainda não tenho a quantidade de tempo que gostaria para o blog, mas se eu ficar esperando por ele, talvez nada mais saia do papel. Então é hora de colocar a mão na massa novamente, sem promessas de fornadas regulares, mas prometendo bons pães a hora que as fornadas saírem.

Dou por aberta a nova temporada do Miei Limoni 🙂

salsacom borda

Polenta com Shimeji Preto

polenta

Primeira vez que cozinho cogumelos. Resultado da experiência: nota 10!

Sempre tive dúvidas quanto ao ponto, forma de preparo, limpeza e por conta disso, mesmo querendo muito fazer meus experimentos, vinha adiando. Algo que favoreceu isso, foi a grande quantidade de sites com informações divergentes que eu encontrei. Talvez eu não tenha feito a melhor busca, então se você que está lendo esse post tiver informações de fontes confiáveis, por favor compartilhe comigo nos comentários :).

Grosso modo, o que conclui na minha pesquisa foi que cogumelos não devem ser lavados em água corrente ou deixados de molho. Como eles são porosos absorvem muita água, então lavar desse jeito faz com que percam sabor e textura. O correto é apenas tirar as sujeiras (se existirem) com um pano, papel toalha ou uma escova macia. O ponto do cogumelo é o al dente, então nada de colocar na panela e esquecer, é jogo rápido. No caso do shimeji, a base que mantém os talos unidos deve ser retirada.

O prato realmente me surpreendeu, vai ser repetido muitas vezes! A receita original eu vi a muito tempo atrás no site da editora Abril. Eu coloquei bastante alho, o sabor ficou bastante acentuado, se preferir mais suave diminua a quantidade.

6 quadrados de polenta pronta medindo aproximadamente 6x6x1cm (comprimento/largura/espessura)
200g shimeji preto fresco
50g de manteiga sem sal
4 dentes de alho picado
Cebolinha verde picada a gosto
Mussarela (6 colheres de sobremesa se ralada, ou 6 quadradinhos do tamanho dos pedaços de polenta se fatiada)
Sal a gosto
Óleo para untar a forma

Unte uma forma com óleo. Corte os pedaços de polenta e disponha os mesmos na forma levando ao forno em temperatura alta.

Limpe os cogumelos e reserve.

Em fogo alto, coloque a manteiga na panela, espere derreter e adicione o alho. Deixe o alho refogar um minutinho, baixe o fogo e acrescente o shimeji.

Permaneça mexendo calmamente os cogumelos por aproximadamente 5 à 7 minutos, tire do fogo e reserve.

Retire a forma de polentas do forno (mantenha o fogo acesso) e vire elas. Em cima de cada pedaço de polenta coloque um pouco de queijo e sobre ele um pouco dos cogumelos cozidos. Leve novamente ao forno até o queijo derreter, em torno de 5 minutos.

Depois de tirar do forno, decore com a cebolinha picada e si degusti!

Sanduíche de Filé Mignon com Tomate Seco

Ficou muito bom!!!! Só faltou umas folhas de rúcula que infelizmente eu não tinha em casa, mas teria combinado muito bem.

Eu comi com as mãos, mas a lambança foi grande. Que fique registrado: garfo e faca na próxima vez 😀

sanduichefile

Para a maionese verde:
2 colheres (sopa) de maionese pronta (pode ser caseira ou industrializada)
2 colheres (sopa) de óleo (usei de soja, mas pode ser outro)
um punhado de salsinha
um punhado de cebolinha verde
1 colher (sopa) de cubos de cebola

Triturar todos ingredientes em um processador ou liquidificador e reservar.

Para a montagem do sanduíche você vai precisar da maionese a cima, de pão, bifes de filé mignon, mussarela e tomate seco.

Antes de mais nada coloque uma frigideira (que tenha tampa) no fogo para aquecer bem. Tempere os bifes a gosto com sal e pimenta. Com a frigideira bem quente coloque apenas algumas gotas de óleo para ajudar a não grudar e sele o primeiro lado da carne. Primeiro lado pronto, vire a carne e imediatamente cubra com a mussarela, coloque a tampa na frigideira e veja a mágica acontecer :P. Enquanto isso, corte o pão ao meio e deixe todos ingredientes da montagem a mão. Filé com queijo derretido pronto, retire da frigideira, mas não desligue o fogo. Na mesma frigideira coloque o pão com a parte exposta do miolo virado para baixo e deixe aquecer por um minuto. Agora sim, desligue o fogo, pegue um prato bonito, coloque o pão aquecido, o filé com queijo, a maionese e os tomates secos e si degusti!

Pão de Alho

Nesta receita usei duas formas de alho industrializado, mas não precisa ser assim. Se preferir você mesmo fazer seu alho triturado e seu alho frito, fique à vontade. Outro detalhe é quanto ao pão, você pode utilizar diversos tipos, mas precisa ser um pão do tipo maçudo, pra que ele fique crocante por fora e macio por dentro. Fica uma delícia!!!!

pãodealho

1 pão do tipo italiano (ele é um pouco maior que um pão francês e com mais miolo) cortado ao meio
1 colher bem cheia (sopa) de manteiga
2 colheres bem cheias (sopa) de requeijão
1 colher bem cheia (sobremesa) de alho triturado
alho frito a gosto
orégano fresco a gosto

Antes de mais nada, pré-aqueça o forno em temperatura alta. Enquanto ele esquenta, misture a manteiga, o requeijão e o alho triturado para ter uma pasta. Espalhe esta pasta em ambas metades do pão (o segredo é não poupar, passe bastante mesmo, uso toda essa dose apenas para estas duas metades). Polvilhe alho frito e o orégano sobre o pão já com a pasta e coloque em uma assadeira. Leve ao forno quente por 5 a 10 minutos, começando a dourar já pode ser retirado. Si degusti!

Buenos Aires

Semana passada fiquei alguns dias em Buenos Aires, foi uma viagem bem bacana! Eu já tive a oportunidade de conhecer a capital da Argentina em 2006 quando eu e o Pequeno fomos assistir ao show do Rolling Stones, mas foi tudo muito rápido, não deu pra conhecer muita coisa (talvez nada) naquela ocasião. Já nesta viagem, embora tenham sido apenas três dias, eu e minha amiga Ju aproveitamos bastante!

Conhecemos a lindíssima livraria El Ateneo, onde comprei um livro com receitas típicas da terrinha portenha, as quais espero conseguir testar em breve. Além do El Ateneu, andamos muito pelas ruas de Buenos Aires entrando em todos os lugares que despertassem interesse. O que acho umas das melhores coisas para se fazer como turista, sair sem compromisso, explorar o lugar conforme soprar o vento, fugir dos pacotões turísticos mais manjados, conseguir viver um pouquinho da rotina daquele lugar. Amo isso!

Focando no principal tema deste blog, comemos os clássicos bifes de chorizo, as papas fritas, as empanadas, os sorvetes Freddo, os alfajores e retornamos ao Brasil com nossas malas recheadas de doce de leite! O que mais vou sentir saudades são os sorvetes Freddo, os alfajores de maisena da Cachafaz e os alfajores e doces de leite da Vauquita, todos maravilhosos!

Obs.: Fui de câmera compacta, bem turistona, dêem um desconto para as fotos 😛

Buenos Aires 015 Buenos Aires 021 Buenos Aires 024 Buenos Aires 038 Buenos Aires 041 Buenos Aires 067 Buenos Aires 091 Buenos Aires 096 Buenos Aires 112 Buenos Aires 120

Bolo de Fubá com Coco

Semanas (talvez meses) atrás resolvi fazer polenta. Atrás do pacote de farinha de milho tinha a receita de uma bolo que não levava farinha de trigo e como estava procurando por um bolo 100% de fubá, resolvi testar. Testei e achei que ficou seco demais, então fui substituindo alguns ingredientes e acrescentando outros, daí aconteceu … um novo bolo super gostoso surgiu 🙂

fuba1 fuba2
3 ovos
200ml de leite de coco
200ml de leite de vaca
1 1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo (pode ser o branco se quiser)
1/2 xícara (chá) de óleo (usei de canola, mas podem ser outros)
1 1/2 xícara (chá) de farinha de milho
1/2 xícara (chá) de amido de milho
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento
1/3 xícara (chá) de parmesão ralado
1 xícara (chá) de coco ralado desidratado*
*essa quantidade é equivalente a quase um pacote de 100g. Então compre um pacote de 100g e guarde o que sobrar para usar na cobertura).

Cobertura:
200ml de leite de coco
5 colheres (sopa) de açúcar refinado
o resto do coco ralado

Para o bolo, bata tudo no liquidificador, despeje em uma forma untada e leve ao forno médio por aproximadamente 50 minutos, simples assim. Para a cobertura, leve uma panela ao fogo com todos os ingredientes e deixe ferver por 2 minutos (mexendo sempre). Assim que o bolo estiver pronto, tire do forno e cubra com a cobertura. Si degusti!

Esta receita é naturalmente sem glúten. Para saber mais, leia aqui.

Pão de Queijo de Alho

Pensando no que preparar neste final de semana ? Que tal um pãozinho de queijo de alho ? Ô coisa boa!

Caso você não goste de alho, sem problemas, é só tirar este ingrediente da receita que ela funciona do mesmo jeito.

IMG_0880
1 xícara (chá) de leite
3 xícaras (chá) de polvilho doce
3 ovos
3/4 de uma xícara (chá) de óleo (usei de soja, mas podem ser outros)
1 colher (chá) de sal
1 xícara (chá) de parmesão ralado
330g de queijo minas frescal (equivalente a uma unidade deste aqui)
2 colheres (sopa) de alho triturado (comprei pronto, mas você pode fazer em casa)
alho frito para polvilhar a gosto (comprei pronto, mas também pode ser feito em casa)

Nesta foto o alho frito polvilhado não aparece pois na primeira fornada que eu fiz não coloquei, e foi quando tirei a foto :P. Mas polvilhei na segunda fornada, fica ótimo!

Bata todos ingredientes do liquidificador, menos o alho frito. Despeje em forminhas untadas, polvilhe o alho frito sobre eles e leve ao forno médio até dourar. Si degusti!

Esta receita é naturalmente sem glúten. Para saber mais, leia aqui.