Pizza de pão árabe

Sinceramente tenho dúvidas se esse pão é realmente pão árabe ou sírio, uma mistura dos dois, ou ainda se os dois são a mesma coisa. No rótulo chamava pão árabe, eu não sou conhecedora de pães, então … vou dar um voto de confiança, mesmo sendo diferente do pão árabe que conheço. 

Tentei pesquisar na corrida a diferença entre um pão e outro – o pão pita entrou nessa busca também – e não consegui informações claras, um site contradiz o outro. Se alguém souber explicar a diferença entre pita, árabe e sírio, ficaria muito agradecida. 

Enfim, já são velhas as pizzas desses pãezinhos achatados por aqui. Vi uma receita dessas em um livro da Nigella também. São super práticos e ficam ótimas pizzas! O Pequeno comeu com peito de peru, mussarela e cream cheese, jamais comeria a que eu comi: camembert com alho.

Um pão árabe ou sírio, molho de tomate pronto a gosto, duas fatias de mussarela, pedaços de camembert, quatro dentes de alho picados e fritos, orégano e pimenta a gosto. Levar ao forno já aquecido e bem quente até o queijo derreter. Si degusti!

Molho curry que virou molho mostarda

Já faz um tempo que ganhei a “bíblia” da Dona Benta. É muita coisa em um livro só. É o tipo de livro que precisa tirar um tempo só para análises, sem intenção de cozinhar nada. Eis que esse final de semana resolvi tirar esse tempinho para “começar” a brincar com ele. 

A primeira receita que peguei, na verdade não é essa. Foi um bolo cítrico que vou postar no decorrer da semana, esse molho de curry foi a segunda receita que peguei. Ele virou de mostarda, simplesmente porque achei mostarda em pó e em grãos no mercado e queria usar (pelo título do post parecia que seria uma grande história né? :P).

1/3 de uma cebola pequena, bem picadinha
4 colheres de sopa de manteiga
1 xícara de chá de água
1 gema
2 colheres de sobremesa de mostarda em pó
10 grãos de mostarda
1 colher de sobremesa de mostarda em creme tipo forte ou meio-forte
1/2 caixinha de creme de leite (100g)
sal, pimenta e cominho a gosto

Leve ao fogo a manteiga e a cebola. Depois que a cebola dourar, acrescente a água e refogue até que o líquido evapore pela metade. Em um recipiente a parte, misture a gema, as mostardas, a pimenta, o cominho e o sal. Depois de tudo misturado, junte essa mistura a mistura da panela que está no fogo. Misture bem, deixe ferver por uns dois minutinhos. Baixe o fogo, adicione o creme de leite e desligue em seguida (lembre-se que ele não pode ferver senão talha). Prove o molho, corrija com sal e pimenta se necessário. Sirva com carnes. Na foto podem ver os medalhões de filé e o arroz que fiz. Si desguti!  

Terras uruguaias

Algumas semanas atrás fomos dar uma voltinha em terras uruguaias, com o objetivo de passear. Eu, mais especificamente, estava sonhando em comprar “alguns” queijos. Não comprei muito – já que devoro eles sozinha aqui em casa – mas vai demorar até conseguir consumir tudo que trouxe. 

Mesmo estando em meio a muita gente, muito barulho, muitas sacolas, cachorros, carros … consegui pegar uma boa imagem da divisão de terras entre nossos países (foto de celular). Fica registrado aqui, na minha penseira

Creme com morangos e amêndoas

Embora feito a base de leite condensado e ovos, ficou um creminho leve, com uma textura diferente por causa do suco dos morangos, com um gostinho de verão. 

1 lata de leite condensado
2 latas de leite de vaca
1 colher de sobremesa bem cheia de amido de milho
5 colheres de sobremesa de licor de amêndoas
2 gemas
2 caixinhas de morangos (500g)
amêndoas picadas para decorar

Lave bem os morangos, guarde alguns para decorar e esmague o restante com um socador de batatas, reserve. Misture todos demais ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo alto (lembre de diluir o amido de milho no leite frio antes de misturar com o todo). Mexa sem parar por cerca de 20 minutos ou até perceber que o creme engrossou. Misture os morangos e cozinhe por mais 2 minutos. Distribua em cinco tigelas, leve a geladeira para esfriar. Como o morango libera bastante água, decore apenas na hora de servir junto com as amêndoas. Por conta disso também, recomendo fazer a sobremesa apenas 2 ou 3 horas antes de servir. Si degusti!