Rondelle Crocante

Nas lasanhas que faço, uso sempre massa fresca comprada pronta. Porém minhas travessas não tem o mesmo tamanho das massas comercializadas. Desse jeito, muitas tiras de massa acabam sobrando. E aqui entra o rondelle da foto, sempre feito das sobras.

Não tenho uma receita com quantidades exatas. Toda vez que faço, faço uma combinação nova com o que tenho em casa para usar e nas quantidades que tiver. Mas é tudo tão simples que acredito que não terão problemas. Peguei tiras de massa de 1,5cm de largura, cobri uma a uma com tiras de queijo mussarela do mesmo tamanho, tomate picado, folhas de manjericão e pimenta. Enrolei todos e os coloquei bem juntinhos – como aparece na foto –  sobre uma forma (tipo de pizza). Reservei. Fritei dois dentes de alho cortados em lascas finas com 3 colheres de sopa de azeite e derramei ambos sobre os rolinhos de massa. Levei ao forno médio até ver o queijo derreter e a massa começar a secar. Tirei do forno, coloquei em um prato para servir – descartando o excesso de óleo – e cobri com uma concha de molho branco que já tinha pronto e aquecido.


A massa crocante combinada com o molho faz com que o prato não fique seco demais. Mas se preferir fazer de forma mais tradicional, todo ele macio, apenas leve ao forno de forma diferente: com menos óleo, em uma forma menor, com paredes que acomodem bem os rolinhos (tipo travessa de lasanha) e já coberto pelo molho – use mais molho neste caso. A massa vai cozinhar no molho e não tostar no óleo. 


Foi tranquilo mesmo sem receita detalhada né ? Si degusti!

Brownie velho, blog novo e mais um ciclo que inicia

Amanheceu mais frio que ontem e chovendo neste domingo. Dia perfeito para comemorar meu aniversário! Deitar no sofá, ver algum filme quietinha e comer o brownie que sobrou de ontem a noite, quando comemoramos antecipadamente este 14 de agosto. Não arrisquei nenhuma receita nova, fiz o brownie que gosto e pronto. Adoro experimentar coisas novas, mas nada substitui os pratos já testados e aprovados com louvor. Já postei ele aqui antes, então podem pegar a receita aqui, mudei apenas o sorvete para creme e joguei algumas castanhas sobre ele para servir. Ficou ótimo! 

A grande novidade, é que ganhei de presente do meu Pequeno um novo blog! Em breve vocês poderão estar acessando o www.mieilimoni.com.br. Assim que a nova cara do Miei Limoni for escolhida, anunciarei. Bom resto de final de semana para todos!

Creme de abacate

Adoro abacate! Cheguei a fazer uma pesquisa para um possível post quando o blog ainda era uma idéia. Finalmente estou postando algo sobre essa fruta. É uma pena que não conheço muitas receitas onde se utiliza abacate, normalmente como ele ao natural. 
 
Nessa pesquisa feita alguns anos atrás, descobri que o abacate só amadurecia depois que era colhido, fiquei de boca aberta, pois foi a resposta para um pequeno problema que eu tinha. Na época comprava eles verdes e os levava para casa sempre chateada por não conseguir comprar um maduro. Quando comprava era porque tinha vontade de comer, mas nunca podia comer na hora, porque precisa esperar alguns dias até amadurecer e daí aquela vontade louca de comer abacate, muitas vezes passava. A pergunta que não saia da minha cabeça era por que nunca tinham abacates maduros no mercado ? No fim das contas, era apenas porque eles eram frescos. Mais uma vez o blog me ensinando algo.
 
Creme
1/2 abacate grande
suco de 1/2 limão
1 lata de leite condensado (395ml)
 
Chantily
1 clara em neve
1 colher de sopa de nata
1 colher de sopa bem cheia de açúcar de confeiteiro
 
amêndoas para decorar
 
Bata a polpa do abacate, o suco de limão e o leite condensado no liquidificador. Despeje em uma vasilha ou em três taças grandes e reserve. Para o chantily, bata a clara em neve, depois adicione a nata e o açúcar, mexa bem. Esse chantily com certeza não é nenhuma receita original, faço assim porque acho bem gostoso, mas fique a vontade para usar/fazer o chantily de sua preferência. Cubra o creme com o chantily e decore com as amêndoas. Si degusti!       

Sopa de tomate

Com o frio dessa semana, a sopa caiu super bem! Cheguei da rua gelada ontem a noite e comi com gosto, me aqueceu. Sendo sincera, receitas de sopa de tomate nunca me atrairam. Porém toda vez que faço molho de tomate para uma massa por exemplo, como metade do molho antes que a massa fique pronta, simplesmente porque adoro! Logo, se gosto tanto de comer molho de tomate, por que não amaria sopa de tomate?!

A sopa ficou bem levinha, perfeita para quem só quer se aquecer ou está de dieta. Em breve quero fazer uma mais substanciosa, quando sair, posto aqui.

1 lata de tomates pelados (400g) *
1 colher de sopa bem cheia de extrato de tomate
1 cebola pequena 
2 dentes de alho 
10 folhas de manjericão
500ml de água
sal, pimenta e cominho a gosto

* Compre de uma boa marca. O que utilizo além de ótimo vem em quantidade, são mais ou menos 8 tomates dentro da lata. Já comprei outras onde vinham 3 ou 4 tomates apenas, sendo o peso apenas do suco. 

Coloque a água em uma panela e deixe aquecer. Enquanto isso, pique grosseiramente os tomates, a cebola e o alho, tudo isso vai para o liquidificador depois, por isso não se preocupe em picar lindamente. Com a água quente, junte todos ingredientes (inclusive o suco que tem na lata de tomates). Quando iniciar a fervura, esqueça a panela em fogo baixo por 10min. Retire, bata tudo no liquidificador e sirva acompanhando de cubos de queijo, de preferência, um bem forte, para contrastar com o gostinho do tomate. Rende duas ou três porções. Si degusti!